O Brasil ? mesmo a casa da M?e Joana e, n?s, brasileiros fazemos parte desse circo dos horrores!

De um lado, pessoas?que primeiro acreditava em delatores que, pois, deixaram de acreditar e que, agora, voltaram a acreditar novamente. Tais pessoas, em especial, ?aqueles que falam?que “Fora Dilma” ? golpismo, esbravejam hist?ricas “Fora Cunha”.

Doutro lado, um conjunto disforme de ente que, de uma maneira ou de outra, discreta ou abertamente, festejam a imodera??o verbal e as manobras institucionais de Cunha, como se em j?bilo pela chegada do redentor da p?tria.

Vejam bem em que esparrela nos encontramos, de um lado petistas comemorando que o seu desafeto tamb?m?-?eu disse, tamb?m – ? ladr?o (ou pelo menos acusado); de outros o pessoal que estava sendo enrolado por Cunha comemorando o atestado de enrola??o, pois s? depois de assumir uma briga pessoal com o planalto ele desengavetou um monte de procedimento que j? era para ter sido instaurado h? tempos!

A falta de vergonha ? t?o grande que, agora, Eduardo Cunha pede para que Bolsonaro renove o seu pedido de Impeachment de Dilma, o mesmo pedido que ele j? tinha dito que n?o tinha fundamento…

Agora, com raivinha, parece que ele passou a ver fundamento em tal pedido de impedimento.

O que mostra, mais uma vez, que os destinos desse inusitado pa?s se delineiam conforme os humores e as questi?nculas pessoais dos poderosos.

Diga se isso aqui n?o ? a Hause of M?e Joana?

Veja o despacho endere?ado ao Bolsonaro.